skip to Main Content
(71) 3013-1312 contato@josiasgomes.com.br
Uma Quadrilha Da Pesada!

Uma quadrilha da pesada!

Não restam dúvidas que a quadrilha que operou a Lava Jato, sob a chefia de Moro e Dallagnol, praticou o maior crime político e judiciário da história do Brasil.
 
Os conchavos dos mafiosos de Curitiba para atingir o companheiro Jaques Wagner, revelados com exclusividade pela Folha de São Paulo, são gravíssimos.
 
O tempo se encarrega de trazer à luz verdades que eram tidas pela oposição como argumentos retóricos de defesa do PT.
 
Nunca esquecemos da fala do presidente Lula: “Quando a imprensa apontar erro em um companheiro nosso, duvide sempre dessas afirmações”.
 
Não que em um partido das dimensões do PT não possam existir erros. Errar é uma característica dos seres humanos.
 
Contudo, desde o nascimento do PT sofremos perseguições de inúmeras naturezas.
 
Destruir os principais quadros do partido sempre foi uma obsessão da Direita brasileira.
 
A #VazaJato é a prova cabal de como os líderes petistas são perseguidos pelo aparato estatal, sob forte conduta política partidária.
 
Em mais uma trama do MPF-PR, ficam claras a manipulação e a interferência dos homens da “lei” para favorecer o candidato Bolsonaro.
 
Em trecho do conchavo vazado para mídia, Dallagnol é flagrado ordenando perseguições a Jaques Wagner: “Isso é urgentíssimo. Tipo agora ou nunca”, escreve.
 
O procurador identificado como Athayde diz que “isso não impactará o foro” e Dallagnol responde: “Não impactará, mas só podemos fazer BAs (operações de busca e apreensão) nele antes (da posse)”.
 
Todo este absurdo foi tramado a quatro dias da eleição presidencial do segundo turno.
 
Vale lembrar que Jaques Wagner tinha sido reeleito senador da República e ajudou a construir a maior vitória de um governador da Bahia, Rui Costa.
 
Outro agravante é que, no segundo turno das eleições presidenciais, Wagner assumiu a coordenação do então presidenciável, o companheiro Haddad.
 
A campanha no segundo turno foi fortalecida com a articulação de Jaques Wagner e o medo da direita era que o PT virasse o jogo no pleito de 2018.
 
São crimes atrás de crimes contra o PT, a democracia, o estado de Direito e inocentes que estão tendo suas vidas devastadas por esta inquisição.
 
Por isso, contestamos os processos e prisões arbitrárias dos companheiros José Dirceu, Delúbio, Vaccari.
 
E o que falar de Lula, encarcerado em Curitiba?
 
Mantido como troféu para os psicopatas de Curitiba admirar, quando eles é que deveriam estar presos por sucumbirem o estado de Direito e praticarem crimes hediondos.
 
O afastamento de todos os envolvidos na Lava Jato deve ser imediato.
 
Cabem as perguntas: E os procuradores e juízes, que do alto dos seus tronos inquisitórios, da noite para o dia, viraram reis do Brasil? São intocáveis?
 
Eles são a “justiça” soberana e definitiva?
 
Não! Muito pelo contrário, não descansaremos um segundo até ver cada membro desta quadrilha atrás das grades para arcar com as consequências dos seus terríveis atos!
 
Exigimos justiça de verdade!
 
Josias Gomes – Deputado Federal (licenciado) do PT/Bahia e atualmente titular da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).
 
Se concorda, compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top