skip to Main Content
Na Defesa Dos Correios!

Na defesa dos Correios!

A destruição dos Correios é um crime contra o patrimônio público e a sociedade brasileira.

A empresa estatal está presente em todo o território nacional e cumpre papel central na logística deste país gigantesco.

A greve dos trabalhadores e trabalhadoras dos Correios é um pedido de socorro dos funcionários públicos que têm os seus salários e benefícios destruídos e convivem diariamente com o pesadelo das privatizações bolsonaristas.

O desgoverno não dialoga com a categoria. Em nota, a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentec) afirma: “Mesmo com a mediação do TST, a empresa não recebe os representantes dos trabalhadores há mais de 40 dias e se nega a negociar, pois insiste em reduzir benefícios que rebaixariam ainda mais o salário da categoria, que já é o pior entre todas as estatais”.

Todo governo que insiste em privatizar estatais estratégicas para o país assume dois trágicos diagnósticos: o primeiro é atestar a incompetência de não ter capacidade de gerir um patrimônio tão valoroso que a iniciativa privada enxerga como uma mina de ouro.

O segundo ponto é a marca principal deste desgoverno, a privatização irrestrita das estatais brasileiras para beneficiar grandes grupos capitalistas que vão faturar bilhões sem o menor compromisso com a classe trabalhadora e a sociedade.

Temos o exemplo da Vale que foi privatizada por preço de banana e apesar dos lucros recordes comete crimes irreparáveis contra o meio ambiente e a humanidade.

Na era do mundo digital, empresas de logística tem valor incalculável.

No Brasil, entre 2016 e 2017 as compras online somaram R$ 166,2 bi. Este mercado tende a crescer ainda mais.
Os Correios são essenciais no crescimento deste segmento estratégico e a população necessita da estatal para manter os valores justos. Não podemos abrir mão deste patrimônio público.
Defender os Correios é uma causa de todos!
Josias Gomes – Deputado Federal (licenciado) do PT/Bahia e atualmente titular da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).
Se concorda, compartilhe!

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top