skip to Main Content
Ódio Represado Da Direita Transborda

Ódio represado da direita transborda

A onda de ódio que tomou conta do Brasil chegou a níveis dramáticos.

Radicais que pularam o muro dos xingamentos virtuais, passaram a agredir fisicamente e a matar ativistas e militantes de esquerda.

Assim como Jean Wyllys, a companheira Márcia Tiburi, foi forçada a sair do país com temor de ser morta por lunáticos, que não conseguem dialogar politicamente e partem para a agressão física.

Em entrevista para a Carta Capital a filosofa desabafou:

“Nós vivemos num Estado de exceção que se aprofunda cada vez mais. Esse estado de coisas, neste momento, quer destruir as mentalidades e sensibilidades da população, por meio de mitificações, distorções, notícias falsas (fake news), por meio de muita desinformação, que é a principal atividade do presidente da República agora, ao que parece. Mas há também essa ameaça a pessoas específicas, pensadores, artistas, professores. Não sou a única, e não sou a única que deixou o país em função dessas ameaças”.

Atingimos níveis de opressão absurda no Brasil, visto apenas em regimes Fascistas.

Precisamos nos unir contra esta força do mal que quer exterminar a nossa luta e o sonho de um mundo justo!

O ódio nunca foi solução para nada.

Não vão nos intimidar porque a nossa causa é justa.

A luta continua no Brasil e em todo o mundo!

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top