skip to Main Content
(71) 3013-1312 contato@josiasgomes.com.br
Conscientizar Para Reparar!

Conscientizar para reparar!

Em 13 de maio é celebrado o dia da Abolição da Escravatura (1888).

Data contraditória, se analisarmos a abolição de modo mais aprofundado.

O Brasil foi o país que mais escravizou africanos dentre as colônias latino-americanas.

Cerca de 46% de todos os escravos deste gigante continente foram trazidos coercitivamente para o nosso país.

Os escravos eram tratados como mercadoria e tinham valor de mercado.

Não é por acaso que o Brasil foi o último país a abolir a escravidão.

A aristocracia brasileira, e não somente os fazendeiros, achava que o país ia se arruinar caso parasse de trazer africanos e abolisse a escravidão.

Contudo pelo contexto histórico da época era impossível manter o regime escravista, devido à luta dos abolicionistas de todo mundo, pela questão econômica e a pressão inglesa por causa da ascendente Revolução Industrial.

Portanto, os escravistas foram intimados a abolir a escravidão.

No entanto, foi uma abolição sem um mínimo de reparação histórica e material.

Os escravos foram abandonados à própria sorte e, mesmo depois de mais de um século, os descendentes dos africanos são os que mais sofrem a exploração e abandono.

O Brasil precisa fazer a sua verdadeira abolição: acabar com o racismo, tirar o povo negro das estatísticas de homicídios e levá-lo à universidade.

Na última década as gestões petistas buscaram diminuir o abismo social em que os negros foram inseridos.

Contudo, foram 500 anos de atraso, uma política perversa contra este povo que fez do Brasil a potência que é.

A luta continua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top