skip to Main Content
Genocidas Não Têm Humanidade!

Genocidas não têm humanidade!

No sertão nordestino quando a seca tá de torá, tem um dito popular que define bem a situação: “a situação tá de vaca desconhecer bezerro”.

Pois bem, com o bozo no “comando” do país, a situação é semelhante.

Por isso, não esperem humanidade de Bolsonaro. Ele é genocida.

Segundo psiquiatras: “a sociopatia é uma degeneração adquirida pelo sujeito no decorrer da vida por meio da educação, relações sociais ou traumas. Tais indivíduos sofrem de Transtorno de Personalidade Antissocial”.

Lembrou-se de alguém? Algum amigo do Ustra?

Quem acompanha Bolsonaro há algum tempo, mesmo sem ser nenhum especialista em saúde mental, já percebia claros sinais de uma pessoa perturbada.

Mas tudo poderia ser bravata, parte do seu personagem macabro. Depois que ele assumiu a presidência, onde decide o destino do país, as suas ações atestam sua sociopatia.

Hoje podemos afirmar que Bolsonaro é genocida. Comprovadamente, ele convoca e envia pessoas ao calvário da morte contagiosa.

A ABIN, Agência Brasileira de Inteligência Nacional, encaminhou documento secreto para Bolsonaro onde mostra os impactos do coronavírus no Brasil. A previsão da agência é de que nas próximas duas semanas até 5.571 brasileiros deverão morrer por covid-19.

Os adoradores do Hilter tupiniquim podem gritar: órgão público comandado por petralha.

Negativo, ABIN é comandada pelo general Augusto Heleno, bolsonarista até a raiz.

A matéria bomba que denuncia a desumanidade de Bolsonaro é de exclusividade do Intercept-Br. Eles conseguiram provar que o “capitão assassino” está ciente da gravidade do coronavírus no país.

Sabe da importância das medidas de contenção e isolamento. Tem consciência de que todo sacrífico dos Estados e Municípios são vitais na proteção da vida e na contenção do alastramento do vírus.

E porque Bolsonaro contraria as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e autoridades especialistas no tema?

Bolsonaro não é presidente do Brasil. O Bozo é presidente de si mesmo. Responde apenas aos seus senhores, tão assassinos quanto ele.

Entre matar quase 6 mil pessoas e contrariar gente como o Veio da Havan, o Roberto Justus e o dono do Restaurante Madero, Bozo não pensa duas vezes em trocar 6 mil por meia dúzia.

Ele abraça a barbárie.

O drama aumenta porque não existe precedente recente na história da humanidade de um país que está em guerra seja ela de qual natureza for e o presidente da República se colocar contra a própria Nação.

Portanto, meus queridos amigos e amigas, frente tamanha loucura, façam o oposto do que Bolsonaro pede.

O grande problema do coronavírus, além das mortes, é colapsarmos os centros de saúde e as UTIs.

Se o contágio de pessoas sair do controle teremos mais vítimas fatais. Pessoas com doenças graves e que necessitam de leitos/UTI ficarão desassistidas.

Orientem-se através das recomendações das autoridades de saúde e líderes como o governador da Bahia, que declarou guerra ao COVID-19; está obstinado a salvar o máximo de vidas possíveis.

Sigamos nossa solidariedade para superarmos todos estes desafios que o nosso tempo nos impôs.

O bem vencerá.

Josias Gomes – Deputado Federal do PT/Bahia e atualmente titular da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

Se concorda, compartilhe!

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top